#6 |Efésios 1: 5| Predestinados, Conhecendo as Perspectivas: Calvinismo e o Arminianismo

A predestinação é um tema que ocupou a mente dos grandes teólogos e filósofos ao longo de toda a história do cristianismo. Augustinho, João Calvino, Jacó Arminio, Jonatan Edward, John Wesley entre tantos outros. Há uma inacreditável divisão, que, ao mesmo tempo, ao longo da história foi e é bastante frutífera para o cristianismo.

Todo cristão sabe e entende que foi pontualmente escolhido por Deus soberanamente! Porém, a dificuldade está em equilibrar a Soberania de Deus e o Livre-arbítrio Humano.

Há basicamente duas posições, Calvinistas, baseada no reformador João Calvino (1509-1564), e os Arminianos, que estão fundamentados em Jacó Armínio (1560-1609).

Ambas as posições acreditam que a toda a humanidade está mergulhada no Pecado, isto é, Depravação Total, este é um ponto pacífico. [10] Isto quer dizer que se for dado a escolha a qualquer pessoa a respeito de Cristo, inevitavelmente, esta pessoa o rejeitará.

Então, a questão é, como alguém pode se converter a Cristo? Este é o ponto de divergência!

A posição Calvinista é que, a Escolha do Eleito, está baseada no mistério da escolha de certos indivíduos. O indivíduo é alcançado por uma Graça Irresistível, para ser trazido para Cristo, e o trabalho de predestinação é sempre eficaz.

A Posição Arminiana é que todas as pessoas estão condenadas por causa da Depravação Total, e, consequentemente a sua Liberdade de Escolha está incapacitada de tomar qualquer decisão. Para arminianos a questão é qual o significado de Predestinação e a extensão da Liberdade Humana que envolve o processo de Salvação. [11]

1.1.1.1    Conhecendo as perspectivas: Calvinismo e o Arminianismo

A Perspectiva Calvinista é que, (1) Cristo, morreu exclusivamente pelos Escolhidos, os Eleitos, para isto estão baseando sua afirmação em Mateus 1: 21 “(…) salvou o Seus de seus pecados”, João 10:11 “(…) o Bom Pastor deu a vida por Suas ovelhas”, Romanos 8: 32-39 “o Pai não poupou Seu Filho POR NÓS”.

(2) A morte de Cristo para expiação dos pecados é sempre eficaz, para esta afirmação os calvinistas usam Romanos 5:10, todos erámos inimigos de Deus e fomos reconciliados através da morte do Seu Filho e Romanos 8:29-30 os predestinados foram chamados e os chamados justificados.

(3) Como Jesus morreu somente pelos Eleitos Sua intercessão é limitada somente pelos Eleitos, João 6: 39-44para que nenhum daqueles que o Pai colocou em Suas mãos se Perca”, e que aqueles que não foram predestinados para salvação foram predestinados para perdição a base é Romanos 9:13-23, “Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia, terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão”. Assim, aqueles predestinados para perdição o são para glória de Deus.

Os calvinistas, dessa forma, chegam à conclusão de que “Deus amou o mundo” de João 3:16, é específico para os Eleitos e Cristo morreu somente por eles.

Perspectiva Arminiana acredita que, (1) como o mundo inteiro está condenado João 16:8-11, Jesus deseja salvar todos, sem acepção de pessoas, por isso o Espírito Santo convence o “mundo do pecado, da justiça e do juízo de DeusJoão 16: 4-9, Cristo não quer que ninguém se perca, dessa maneira, Jesus morreu por todos e deseja que todos cheguem ao arrependimento, 1 Pedro 3:9.

(2) O Sacrifício de Cristo tem implicação universal, porém está limitada aos Eleitos. Para isso é usado Ezequiel 33:11Deus não tem prazer na morte do ímpio”, assim em Romanos 5:18 o sacrifício de Cristo é suficiente “para justificar a todos”, pois “Deus deseja que todos sejam salvos1 Timóteo 2:3-4.

(3) o sacrifício tem implicação universal porque raiz do sacrifício de Cristo é o amor de Deus. João 3:16 e Romanos 5:8.

A conclusão arminiana é que o Sacrifício de Jesus é suficiente para todos e intencionado a todos, porém, eficiente somente para aqueles que creem, e respondem com fé.

Para isso, citam 1 Pedro 1:2 onde também encontramos a palavra “Predestinação”, porém não como sinônimo de “crentes” como em Romanos 8: 29, isto é, o Apóstolo Pedro nos dá uma ideia de que Deus “de antemão” conheceu aqueles que predestinou, ou seja, para os arminianos Deus de antemão sabe quem responde a Ele de forma positiva. Dessa forma, o Eleito, foi predestinado a ser santificado pelo Espírito Santo para obedecer a Cristo.

Enfim, estas são resumidamente as duas perspectivas quanto a Predestinação do Eleito. Particularmente, em casos como estes de difícil solução, prefiro optar por equilibrio. Principalmente porque a Bíblia não se resume a calvinismo ou arminianismo. As Sagradas Escrituras estão acima de qualquer pensamento humano. E, claro, a maturidade exige também o aprendizado de conviver com um grande nível de mistério quanto a revelação divina, isto é, as Sagradas Escrituras.

Há outros diversos podcasts sobre Livre-arbítrio, Depravação Total, Presciência, Graça preveniente já disponíveis. Ouça outros podcasts para compreender melhor os termos e os conceitos por traz destes pensamentos teológicos e filosóficos.

Soli Deo gloria

2         Referências

[1]G. R. Osborne, Ephesians Verse by Verse, Bellingham: Lexham, 2007.
[2]D. A. Carson, D. J. Moo e L. Morris, Introdução ao Novo Testamento, Tradução de Márcio Loureiro Redondo, São Paulo: Vida Nova, 1997.
[3]B. L. Shelley, História do Cristianismo, Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2020.
[4]W. Barclay, “The Letter to the Ephesians trad. Carlos Biagini,” 2021.
[5]A. W. Wainwright, La Trinidad en el Nuevo Testamento: Estudios teológicos, Barcelona: Clie, 2015.
[6]T. Chester, Conhecendo o Deus Trino: Porque Pai, Filho e Espírito Santo são boas novas Trad. Elizabeth Gomes, São José dos Campos, SP: Fiel, 2016.
[7]J. Cottrel, Studies in First Peter: 35 Lessons For Personal or Group Study, Mason, OH: Christian Restoration Association, 2017.
[8]Bíblia de Estudo Palavra-Chave Hebraico e Grego, Rio de Janeiro: CPAD, 2015.
[9]C. S. Lewis, Cartas de um diabo a seu aprendiz, Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2017.
[10]V. Couto, Depravação Total, São Paulo: Reflexão, 2021.
[11]R. E. Picirilli, Free Will Revisited: A Respectful Response to Luther, Calvin and Edwards, eugene, Or: Wipf & Stock Publishers, 2017.

Leave a Reply

Your email address will not be published.